Quinta-feira, 5 de Fevereiro de 2009

Positivo: Grávida!

Chegou o mês de Janeiro.

 

Após a desilusão e ansiedade anteriores provocadas pelo desejo de engravidar tentei impôr a mesma filosofia com o S. segue - "Quando acontecer, acontece!". Por incrível que pareça consegui pensar desta forma!

A minha ansiedade reduziu-se a quase nada e segui a minha vida, tal como o fazia, antes desta grande decisão de ser mãe.

Devo confessar que os horários do S. (trabalho por turnos) estarem desencontrados do meu, este mês, contribuiu também para que a ansiedade diminuisse. Sabia que mesmo que quisesse "treinar" seria complicado, implicaria que um de nós não fosse trabalhar ou então que não dormisse. No entanto, havia sempre uma esperança pequenina que reaparecia nos dias em que ele tinha folga, ou em que o turno dele permitia que estivessemos juntos algumas horas, antes de iniciar.

 

Como os meus ciclos são pequenos, de 24 dias aproximadamente (já eram pequenos anteriormente e calculei-os também com a ajuda dos pequenos sangramentos que tive em Novembro e Dezembro), fiz as contas e verifiquei que dia 17 era o dia em que supostamente a menstruação teria de aparecer.

 

Dia 17 chegou. Nem sinais do "monstrinho"! Convenci-me que devia estar ainda desregulada por deixar de tomar a pílula...mas o pensamento surgia. À tarde fui com uma amiga às compras, quando vínhamos para casa pedi-lhe que parasse numa farmácia para comprar um teste. Ela perguntou se eu achava que estava grávida ao que eu respondi não estar, ou pelo menos achar que não.Expliquei que caso atrasasse iria pensar nisso todos os dias e que queria poupar-me a essa ansiedade, acabando com a dúvida quando visse o negativo.

 

Compramos o teste e fomos para casa.

 

Mal cheguei a casa, não resisti e fui para a casa de banho fazer o teste! Desde que o comprei que o meu coração batia mais depressa... Sabia que não estava grávida, mas o meu coração não ligava à voz da razão.

Fiz o teste. Esperei uns segundos e não aparecia nada na janelinha da verdade...Eu sabia! Deixei o teste pousado e fui à cozinha beber água - esperar para quê?!Era o meu pensamento...

Quando regressei estava uma leve risca na janelinha da verdade, continuei a olhar e em segundos escureceu mais um pouco. A minha cabeça não parava de pensar, pensou tanto e tão rápido que nem entendia os meus pensamentos!

Após aqueles segundos de surpresa e de emoção extrema, voltei a analisar a risca... escura numa ponta e mais clara na outra! Seria engano?Sei que não existem falsos positivos, mas quando nos diz respeito parece que duvidamos até das indicações do teste!

 

O S. dormia. Fui acordá-lo - "Preciso que venhas à casa de banho. É importante!". Ele chegou e perguntei o que é que ele via no teste. Ele olhou, sem olhar (ainda estava a dormir!) e disse - "não é negativo"?

Como aquela risca deixava-me  dúvidas perguntei-lhe se via uma risca ou duas - mas pedir-lhe alguma coisa, naquele momento, era demais pois ainda dormia e ensonado não via nada! Disse-lhe "Acho que estou grávida!" estão duas riscas, apesar de uma ser clara numa das pontas e escura noutra. Ele, ainda a dormir, responde " Que bom!" e foi deitar-se novamente.

Fiquei parada no mesmo sítio sem saber o que fazer, precisava de alguém que confirmasse a segunda risca para que tivesse a certeza que era real.

 

Fui a casa da minha amiga, que também é minha vizinha.

Mal toquei a campainha, ela abriu a porta e perguntou "Então?". Com o teste na mão,  disse-lhe que achava que estava grávida mas que queria que ela confirmasse a riscas. Ela confirmou e deu-me os parabéns.

As minhas dúvidas mesmo assim continuaram... ( quando a emoção e felicidade são imensas até duvidamos!)

 

Como uma barata tonta, voltei para casa. Fui ao quarto e disse ao S. que a risca estava confirmada e que estava grávida. Ele parece ter despertado, finalmente! Disse-me para acalmar pois eu estava enérgica, falava muito depressa, não parava quieta um segundo... O S. meio atordoado e extremamente cansado (havia dois noites que não dormia, praticamente) disse-me que de manhã repetiriamos o teste, para verificar se a risca ficava mais escura.

Deixei-o descansar...

 

Telefonei à minha mãe, contei a notícia!

Após desligar o telefone, a minha cabeça trabalhava a umavelocidade louca. Não conseguia esperar até ao dia seguinte, a risca deixa-me dúvidas ainda!

 

Voltei a casa da minha amiga.

Ela foi comigo comprar outro teste, na farmácia de serviço. Comprámos um teste de outra marca. Em casa voltei a repetir o teste.

 

Não Deixava Dúvidas! Estou grávida!

Neste ambas as riscas eram escuras! estavam escuras! Despertei o S. novamente e contei que o segundo teste não deixava dúvidas. Ele, finalmente acordou totalmente. Festejamos. Ele ficou agarrado ao último teste, com as lágrimas nos olhos...disse-me o quanto eu era importante para ele, o quanto me amava... momento lindo!

Ele não largava o teste, não conseguia! A felicidade era tanta que nem sabíamos o que dizer, ou o que fazer!

 

 

 

publicado por redescobriravida às 09:11
link do post | comentar | favorito

.pesquisar

 

.Março 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Primeira consulta: embriã...

. Grávida de 6-7 semanas

. Positivo: Grávida!

. A Grande Decisão Das Noss...

. O começo

.arquivos

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

.subscrever feeds